Quais fatores influenciam a baixa cobertura do ensino médio?

 

Em Minas Gerais, assim como no Brasil, o ensino médio vem ao longo do tempo apresentando melhora geral dos seus indicadores. Alguns problemas ainda persistem dentre eles destaca-se a sua baixa cobertura. A cobertura do ensino médio depende de demanda e da oferta desse nível de ensino.

A demanda depende de fatores demográficos, socioeconômicos e do fluxo dos alunos entre as séries e a oferta, depende basicamente do poder público, que deve disponibilizar o acesso à demanda efetiva pelo ensino médio. Considerando, portanto, os diversos fatores que podem afetar a cobertura no ensino médio, este artigo foca apenas na disponibilidade de oferta. Assim, o objetivo deste artigo é analisar até que ponto a disponibilidade de oferta, ou restrição de oferta, do ensino médio por parte dos municípios de Minas Gerais afeta a cobertura nesse nível de ensino. Para tanto, foram propostos e calculados indicadores que mensuraram a capacidade que os municípios têm em atender a demanda do ensino médio. Esses indicadores propostos, que são pouco usuais nas análises educacionais, juntamente com os tradicionais, como a taxa de escolarização líquida e bruta, permitiram analisar o acesso e a disponibilidade de oferta, e assim entender os problemas da baixa cobertura do ensino médio nos municípios mineiros. A principal conclusão é que o fluxo dos alunos no ensino fundamental contribui muito mais para a dificuldade do jovem acessar o ensino médio do que realmente a restrição de oferta desse nível de ensino. Ressalta-se, porém, que para a universalização do ensino médio, a maioria dos municípios mineiros teriam que ampliar a sua capacidade de vagas.

 

Autor e data: Juliana de Lucena Ruas Riani, José Francisco Soares, Silma de Souza Evangelista - 2018

 

Link para o trabalho completo: http://www.abep.org.br/xxiencontro/arquivos/R0182-2.pdf

 

 

 

Informações Adicionais